As empresas que usam a plataforma da OutSystems pagam o investimento realizado em seis meses e conseguem um retorno de 506% nos três anos seguintes. As conclusões da pesquisa Total Economic Impact of OutSystems, elaborado pela Forrester Consulting a pedido da OutSystems, resultam da comparação entre o tempo e as despesas de desenvolvimento e manutenção com software personalizado internamente, versus o recurso à plataforma OutSystems.

A análise teve por base os casos concretos de quatro empresas clientes do unicórnio português, que antes de usarem OutSystems dependiam de estruturas tradicionais para o desenvolvimento de software. “Uma vez que a OutSystems trabalha com empresas de todas as dimensões e setores, o estudo calculou os benefícios financeiros com base numa avaliação composta, que representa o valor alcançado pelas empresas entrevistadas pela Forrester”, explica-se.

Outsystems e Farfetch estão entre os unicórnios mais valiosos da Europa 
Outsystems e Farfetch estão entre os unicórnios mais valiosos da Europa 
Ver artigo

Contas feitas, e em números absolutos, as poupanças apuradas foram de 14,77 milhões de dólares em três anos, tendo em conta os benefícios financeiros da plataforma, face aos custos.  Estes valores compreendem 5,5 milhões de dólares em poupanças de custos no desenvolvimento de aplicações, alteração e manutenção contínuas, que representam 31% dos benefícios apurados. Incluem ainda 4,6 milhões de dólares em receitas incrementais, obtidas a partir de iniciativas de negócio geradoras de receita e 6,7 milhões de dólares em poupanças resultantes das melhorias na eficiência operacional da organização.

Os resultados revelam igualmente que a plataforma da OutSystems trouxe um contributo líquido para a produtividade das empresas que a usam, ao permitir que as equipas entreguem mais aplicações em menos tempo e recorrendo ao mesmo número de programadores. As principais consequências positivas da utilização da plataforma OutSystems apontadas pelas empresas auscultadas são melhor agilidade corporativa, melhor segurança e menos bugs.

Alguns exemplos partilhados no estudo por clientes da tecnológica indicam poupanças de 25% a 50% nos projetos, redução a metade do tempo de desenvolvimento no primeiro ano de um projeto, ou a possibilidade de concentrar em 8 horas alterações necessárias em aplicações, que com outras ferramentas consumiam 40 e 50 horas.

“Todas empresas, independentemente da sua dimensão, precisam criar aplicações essenciais para os negócios, com recursos de desenvolvimento limitados, levando a que recorram cada vez mais a métodos de programação low-code, para atingirem os seus objetivos”, refere Paulo Rosado, CEO da OutSystems, sublinhando que “nem todo o low-code é criado de forma igual.”

É também da autoria da Forrester o estudo Low-Code Development Platforms for Professional Developers, referente ao segundo trimestre do ano passado, onde a Outsystems é reconhecida como líder no desenvolvimento de plataformas low-code. Este novo relatório pode ser consultado aqui.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.