Os gigantes tecnológicos norte-americanos estão agora sob a mira do poder político no seu próprio país. A câmara baixa do Congresso norte-americano criou um comité para investigar a concorrência no sector tecnológico e a possibilidade de as maiores empresas do sector estarem a levar a cabo práticas anticoncorrenciais, para impor os seus serviços ao resto do mercado.

É no âmbito dos trabalhos deste comité que os suspeitos do costume foram chamados a falar com os congressistas democratas e republicanos na Câmara dos Representantes, dia 16 de julho. Estão notificados os responsáveis da Amazon, Apple, Google e Facebook.

Concorrência: Os casos da Google, o sucesso da regulação e a necessidade de impedir o Wild West
Concorrência: Os casos da Google, o sucesso da regulação e a necessidade de impedir o Wild West
Ver artigo

Como relatam vários sites norte-americanos, do trabalho deste comité podem nem sair quaisquer resultados práticos, mas é também provável que os trabalhos sejam um ponto de partida para introduzir nova legislação que ajude a controlar o poder destas empresas ou pelo menos a torná-las mais transparentes.

O tema da concorrência das tecnologias tem subido de tom nos Estados Unidos e como sublinha o Engadget já passou pelo discurso de vários candidatos presidenciais. Entretanto, as empresas envolvidas continuam a garantir que estão no mercado de forma transparente e sem prejuízo para concorrentes ou utilizadores, uma argumentação que na União Europeia tem sido muito discutida e pouco aceite.

Google e Facebook têm sido os mais visados pelos reguladores europeus da concorrência e ainda recentemente voltou a ser notícia mais uma investigação, desta vez no Reino Unido.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.