Em contra-ciclo com os recorrentes anúncios de despedimento, o Facebook garante que até final do ano vai aumentar em 50 por cento o número de empregados da estrutura que controla a rede a social com o mesmo nome.

A informação foi dada pelo presidente da empresa, Mark Zuckerberg, em entrevista à Bloomberg, e significa que a empresa terminará o ano com cerca de 1350 empregados, tendo em conta que o site da companhia refere que actualmente existem no universo do Facebook 900 empregados.

O Facebook conta actualmente com cerca de 250 milhões de utilizadores e disputa com o MySpace a posição de rede social mais utilizada em todo o mundo, estando na liderança das preferências dos utilizadores em vários países.

Face ao rival, os planos para o curto prazo revelam-se diferentes, já que o MySpace ainda recentemente revelou planos para reduzir a força de trabalho em 30 por cento nos Estados Unidos e em dois terços fora dos Estados Unidos.

Entre os accionistas do Facebooks estão nomes como a Microsoft ou a empresa russa de investimentos Digital Sky Technologies.

Nota de redacção: A notícia foi corrigida relativamente à informação sobre o número de trabalhadores que o Facebook poderá acumular no final do ano, já que o cálculo apresentado estava errado.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.