O novo plano para a loja de apps e jogos Google Play promete dar um empurrão aos estúdios e developers independentes que tentam sobreviver numa plataforma repleta de propostas. A partir do dia 1 de julho, a gigante tecnológica vai reduzir a sua taxa de royalties para 15% em todas as vendas e serviços digitais realizados na plataforma.

A tecnológica explica que esta redução é válida até os respetivos developers atingirem o primeiro milhão de dólares de faturação por cada ano, o que a Google refere como 99% dos casos a nível global. Se um estúdio não conseguir alcançar as receitas de 1 milhão na plataforma até ao final do ano, no seguinte começa de novo, mantendo a redução.

A Google afirma que esta redução de 50% dos seus royalties vai permitir aos pequenos estúdios investirem no “scale up” das suas apps, contratando mais engenheiros, elementos de marketing e até aumentar a sua capacidade dos servidores para melhorar os seus produtos.

Esta medida é muito semelhante à que a Apple aplicou na App Store, que exige que uma app fique ativa durante um ano para beneficiar dos mesmos 15% de taxa, caso não atinja o primeiro milhão de vendas.

Apesar da medida da Google ser direcionada para os “mais pequenos”, todos os developers vão beneficiar desta nova política. Mesmo que um estúdio fature rapidamente 2, 5 ou 10 milhões por ano, no primeiro milhão de dólares de faturação será aplicada a mesma redução de taxa.

“Como plataforma, não seremos bem-sucedidos, enquanto os nossos parceiros não forem igualmente bem-sucedidos. Android e a Google Play sempre ouviram os parceiros a nível global e continuamos a ter em consideração o seu input na construção e desenvolvimento do ecossistema”, salienta a Google no comunicado.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.