O Grupo de Segurança de Comunicações e Eletrónica do Reino Unido (CESG) considerou o sistema operativo BlackBerry 10 como pouco seguro para ser utilizado por entidades cujas profissões envolvem o tratamento de dados considerados sensíveis e confidenciais.

A informação é avançada pelo The Guardian e foi confirmada pela BlackBerry. A empresa canadiana admitiu que o novo sistema operativo ainda não corresponde aos standards de segurança do CESG mas também não adiantou quando uma nova versão do BB10 vai ser submetida para novo exame.

O problema parece estar no BlackBerry Balance, uma funcionalidade que permite gerir um ambiente de trabalho pessoal e outro laboral, e que ainda não apresenta robustez de segurança suficiente para evitar que os dados sejam copiados de um perfil para outro.

Caso a BlackBerry não reverta a situação num tempo próximo pode significar a perda de um contrato estatal, sinónimo de milhões em receitas estimadas e que não se vão concretizar. Após a falha em satisfazer as diretrizes de segurança britânicas, a tecnológica canadiana sujeita-se a ser igualmente rejeitada por outras entidades e organizações, correndo o risco de falhar o objetivo de retomar pelo menos o segmento empresarial.

Mas noutros mercados importantes, como o norte-americano e o alemão, a BB já recebeu a certificação de segurança de organizações governamentais.

A situação da BlackBerry não melhora no relato do jornal britânico que afirma ainda que as vendas do Z10 estão a diminuir gradualmente depois de uma procura inicial significativa. No Reino Unido, algumas lojas de retalho já estão a baixar o preço do dispositivo o que vai condicionar os lucros da BB por dispositivo vendido.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.