Durante uma conferência de imprensa na Sala Oval, o presidente dos Estados Unidos afirmou que atualmente não há interesse em incluir a Huawei nas negociações que possam surgir quanto a um futuro acordo comercial com a China. A declaração vem contrariar rumores anteriores que indicavam que Donald Trump estaria disposto a discutir a retirada da empresa chinesa da lista negra norte-americana.

“É uma questão de segurança nacional”, referiu perante os jornalistas na Casa Branca. “A Huawei é uma grande preocupação a nossa defesa, para as nossas agências de inteligência, e não estamos a fazer negócio com a Huawei”.

CEO da Huawei vai ativar “modo de batalha” para enfrentar Estados Unidos. E explica como o vai fazer
CEO da Huawei vai ativar “modo de batalha” para enfrentar Estados Unidos. E explica como o vai fazer
Ver artigo

Donald Trump deixou dúvidas sobre a possibilidade de existir um futuro acordo comercial entre as duas superpotências, mas certezas quanto ao que pensa em relação à gigante tecnológica. “E veremos o que acontece em relação à China, mas a Huawei não é um player que queremos discutir neste momento”.

As declarações surgem depois de recentemente os Estados Unidos terem alargado por 90 dias o período de suspensão às restrições impostas inicialmente à empresa chinesa. Depois disso, o CEO da Huawei já declarou, num memorando, a intenção de ativar o “modo de batalha” para enfrentar o seu “algoz”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.