A Intel acaba de reforçar a sua posição no segmento dos veículos autónomos com a compra da Mobileye por uns assombrosos 15,3 mil milhões de dólares, cerca de 14,3 mil milhões de euros. A tecnológica foi fundada em Israel, em 1999, e é conhecida por ter desenvolvido a primeira versão comercial do Autopilot da Tesla.

A notícia começou por ser avançada esta madrugada pelo jornal israelita TheMarker, mas a aquisição foi já confirmada numa conferência de imprensa por ambas as partes envolvidas no negócio.

O valor pelo qual se consumou o acordo significa que a Intel vai desembolsar 63,54 dólares por cada ação da Mobileye, que nas últimas horas tem visto o valor das suas ações cotadas no Nasdaq disparar em cerca de 32%. As ações da empresa norte-americana, por outro lado, estão a registar uma quebra na ordem dos 2%.

As duas empresas têm vindo a colaborar com a BMW nos últimos meses num projeto conjunto que visa colocar uma frota de 40 carros autónomos nas ruas até ao fim deste ano e lançar uma versão autónoma para o consumidor final até 2021.

A Mobileye é atualmente a empresa líder no fornecimento de sistemas automatizados que evitam a colisão entre veículos.

"Juntas poderemos acelerar o futuro da condução autónoma com uma prestação superior e um custo mais reduzido para as fabricantes automóveis", disse, em conferência, Brian Krzanich, CEO da Intel.

Estima-se que em 2030, o mercado dos carros autónomos esteja avaliado em cerca de 70 mil milhões de dólares.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.