A Cyanogenmod - empresa - recebeu um investimento de 23 milhões de dólares, perto de 17 milhões de euros, que vai permitir fazer crescer o sistema operativo derivado do Android em qualidade e em quantidade. Televisores, gadgets "de vestir" e carros são alguns dos segmentos que o grupo pondera para o software.

O diretor executivo da Cyanogenmod, Kirt McMaster, revelou que atualmente existem "dezenas de milhões" de pessoas a usar ROMs Cyanogenmod, ainda que os dados oficiais apenas permitam concluir a existência de 11 milhões de utilizadores. Mas como as pessoas podem optar por não enviar informações, o número acaba por não ser representativo.

Por comparação em setembro havia sete milhões de utilizadores com distribuições do sistema operativo, num ganho em média superior a um milhão de novos utilizadores todos os meses.

O CEO não se coíbe de desafiar mesmo as grandes empresas e tenciona tornar o CM no terceiro sistema operativo mais popular entre smartphones e tablets. "A Google, a Apple e a Samsung ainda não ganharam", disse o executivo, citado pelo Engadget.

Os 23 milhões de dólares recebidos para investimento vão permitir aumentar a equipa de 20 pessoas para perto de 60 ou 70. O dinheiro recebido junta-se a outros sete milhões de dólares angariados em abril deste ano.

O Cyanogenmod, sistema operativo, destaca-se pela liberdade que os utilizadores têm a nível de software tanto em funções - como o overclocking -, como a nível de atualizações - telemóveis Android que só conseguem receber os mais recentes updates através das ROMs CM.

Recentemente a empresa conseguiu inclusive firmar uma parceria com a fabricante chinesa Oppo para o lançamento do primeiro smartphone com Cyanogenmod de origem.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.