A informação detalhada sobre os resultados do período entre abril e junho ainda não é conhecida, mas neste alerta prévio ao mercado, a empresa avisa que os lucros operacionais do trimestre deverão fixar-se nos 6,5 biliões de wons (perto de 5 mil milhões de euros), o que representa uma descida de 56% face ao mesmo período do ano passado. As vendas, por seu lado, deverão cair 4,2% para 56 biliões de wons (o equivalente a 42,4 mil milhões de euros).

Recorde-se que no primeiro trimestre do ano, os resultados da Samsung já tinham sido influenciados pelo abrandamento da economia mundial, refletido sobretudo no negócio de semicondutores da fabricante. Entre janeiro e março, os lucros operacionais da Samsung caíram 60%, para os 6,2 biliões de wons (cerca de 4,7 mil milhões de euros).

Nos próximos meses, a Samsung tem previsto o lançamento do Galaxy Note 10 e do Galaxy Fold redesenhado que podem dar uma ajuda nas vendas, mas é a recuperação nas vendas de semicondutores que mais impacto terá no curso do negócio.

As taxas norte-americanas à importação de produtos fabricados na China, não tem ajudado e deve continuar a atrasar a recuperação do segmento até ao último trimestre do ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.