Depois da explosão de sucesso que foi o jogo de realidade aumentada Pokémon GO, que juntou miúdos e graúdos à procura dos pequenos monstrinhos pelas ruas, a Niantic continua a crescer e está pronta para abraçar novos desafios. A empresa tem neste momento diferentes projetos em mãos, um deles o aguardado Harry Potter: Wizards Unite, onde espera replicar o mesmo sucesso anterior, e o mapeamento do mundo em 3D, tendo adquirido no início do ano a Escher Reality.

A Niantic revelou hoje a aquisição da Seismic Games, que será uma peça importante na sua estratégia. O estúdio é conhecido pela produção do jogo Marvel: Strikeforce, um título que embora seja assente num modelo de negócio free-to-play, faturou cerca de 25 milhões de dólares nos últimos quatro meses. A Seismic Games produziu ainda um jogo de realidade virtual para o Google Daydream, baseado no universo Blade Runner.

O estúdio é composto por diversos veteranos da indústria dos videojogos, alguns deles provenientes da Electronic Arts, a extinta Pandemic Games e Activision, sendo responsáveis por alguns sucessos como Star Wars: Battlefront (os jogos originais). A Niantic refere que a Seismic Games continuará a trabalhar nos seus projetos, que serão adicionados à sua estratégia para construir novas experiências de realidade aumentada no futuro.

A Niantic revelou no início do mês que vai abrir a sua plataforma de realidade aumentada (Real World Platform) a produtoras externas à empresa, para que possam criar aplicações baseadas no seu sistema. A tecnologia tem sido melhorada, tendo sido também adquirida recentemente uma startup londrina, a Matrix Mill, para introduzir software de machine learning na criação de uma rede neural que permite criar noções de profundidade das imagens no espaço físico em redor.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.