A Comissão Europeia multou a Martercard em 570,566 milhões de euros por práticas anti concorrenciais. Em causa está o facto de a empresa ter limitado “a possibilidade de os comerciantes beneficiaram de melhores condições oferecidas pelos bancos” noutros países europeus, prejudicando-os, assim como aos consumidores.

Bruxelas explica em comunicado que a Mastercard obrigava os bancos presentes na sua plataforma a aplicarem as taxas do país do comerciante. Tal fez com que, "os retalhistas de países com maiores comissões de transações não beneficiassem das comissões mais baixas oferecidas pelos seus bancos localizados noutro Estado-membro".

Autoridades francesas aplicam multa recorde à Google por falhas no RGPD
Autoridades francesas aplicam multa recorde à Google por falhas no RGPD
Ver artigo

“Os consumidores europeus usam cartões de pagamento todos os dias, quando compram comida ou roupa ou quando compram online. Ao impedir os comerciantes de escolherem as melhores condições oferecidas por bancos noutros Estados-membros, as regras da Mastercard aumentaram artificialmente os custos dos pagamentos com cartão, prejudicando consumidores e retalhistas na UE”, refere Margrethe Vestager, comissária responsável pela pasta da concorrência.

A Comissão Europeia indica ainda que o valor da multa inclui uma redução de 10%, por a Mastercard ter colaborado com a investigação. Acrescenta também que a empresa já alterou as regras de funcionamento da sua plataforma.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.