A reestruturação deverá assentar numa fusão organizacional que envolve a unidade de clientes empresariais e uma ou mais das divisões da empresa focadas nas PME. O TechCrunch, que avança a notícia, refere que a decisão deverá ser anunciada na próxima semana.

A confirmar-se a informação, julho volta a ser um "mês negro" para a equipa da Microsoft, já que o último anúncio relativamente a despedimentos foi feito na mesma altura de 2016: 2.850. Dois meses antes tinha anunciado a dispensa de 1.850 pessoas. Julho de 2015 também foi negro, com o despedimento de 7.800 funcionários, , na senda da aquisição do negócio de telemóveis da Nokia.

A altura costuma ser de mudança mais do que tudo porque o ano fiscal da Microsoft termina normalmente em julho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.