A empresa de consultoria ATKearney divulgou recentemente um estudo que analisa o posicionamento estratégico do MMS (Multimedia Messaging Services), a mais recente forma de transmissão de mensagens para telemóveis, e onde se prevê que esta tecnologia deverá seguir o mesmo modelo que levou à massificação do SMS (Short Message Service).

Este estudo, que se baseia em entrevistas realizadas a algumas das principais entidades do mercado europeu de telecomunicações, revela ainda que, ao contrário das fabricantes de terminais móveis na Europa, as operadoras não estão a exercer uma forte pressão no sentido da adopção imediata do MMS.

Os consultores da ATKearney concluem que, neste momento, as empresas exploradoras de redes de comunicações móveis consideram aquela tecnologia como uma aposta de crescimento a longo prazo. Na sua opinião, a única excepção verifica-se com a Vodafone, que está actualmente a implementar o MMS e o WAP (Wireless Application Protocol) o mais rapidamente possível.

Quanto aos restantes operadores, a ATKearney indica que o MMS está a ser utilizado sobretudo como um argumento diferenciador usado nos acordos entre os fabricantes e os operadores.

Notícias Relacionadas:
2002-11-14 - Serviços
móveis atrás de SMS até 2005

2002-07-29 - Factor
preço vital para o futuro sucesso do MMS

2002-05-16 - SMS representará dois terços das mensagens enviadas em 2007
2002-04-26 - Mensagens SMS representam 12 por cento das receitas dos operadores móveis na Europa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.