A Nokia acaba de anunciar a abertura de um novo centro de investigação e desenvolvimento em Portugal, focado nas redes 5G e desenvolvimento do 6G. A empresa indica que com a abertura do centro vão ser criadas oportunidades de emprego em várias áreas, estando prevista a criação de 100 postos de trabalho nos próximos dois anos.

A Nokia emprega atualmente 2.800 pessoas em Portugal e Sérgio Catalão, diretor geral da Nokia Portugal, afirma que o anúncio de hoje comprova a continuidade e solidez da operação da Nokia no país, reforçada mais uma vez pela colaboração com o Governo português. "Este projeto reforça o nosso compromisso com a transição digital de Portugal, fazendo uso da nossa liderança tecnológica, de uma forte cooperação com o meio académico, e continuando a desenvolver a nossa equipa e a atrair os melhores talentos", refere em comunicado.

A emprea adianta que o novo centro irá atrair talentos altamente qualificados, que se irão focar no desenvolvimento de software para componentes chave das redes móveis 5G e futuro 6G, desde a análise, especificação e desenvolvimento, até à fase de teste, segundo referido no comunicado, adiantando que para isso pretende "reunir profissionais de diversas áreas, incluindo engenheiros de software, e responsáveis técnicos e de produto, que irão trabalhar com equipas de todo o mundo".

Para Tommi Uitto, presidente da área de Mobile Networks da Nokia, onovo centro de investigação e desenvolvimento em Portugal demonstra o investimento contínuo da Nokia no futuro das comunicações móveis, fundamentais para ligar pessoas, empresas e indústrias. "Este centro irá contribuir para o reforço da nossa liderança em tecnologia 5G e suportará a nossa ambição de nos tornarmos uma empresa pioneira em redes móveis 6G", sublinha.

A Nokia tem em Portugal vários centros de competências e inovação e é uma das empresas que se destaca entre as tecnológicas que decidiram localizar no país áreas de desenvolvimento. A empresa tem também centros de serviços que gerem remotamente reds de comunicações para alguns dos principais operadores mundiais. No ano passado assinou um protocolo de colaboração com o Governo para um centro de competências, onde também o 5G era um dos focos, e em 2018 criou um centro de desenvolvimento com 400 profissionais.

A empresa refere que "o ecossistema tecnológico vibrante, talentos altamente qualificados, a estabilidade do país, e a localização na Europa são fatores determinantes para a escolha da Nokia em instalar o seu centro de investigação e desenvolvimento em Portugal".

Nota da Redação: A notícia foi atualizada com mais informação. Última atualização 10h43

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.