Em abril a Zomato assinala o segundo aniversário em Portugal e quando lá chegar a ideia é já ter atingido o break-even da operação, uma meta que a empresa já alcançou em seis dos 23 países onde está presente, de acordo com um anúncio recente. Portugal será o primeiro país da região a atingir este ponto, o que para Miguel Ribeiro, que lançou a Zomato no país e que hoje dirige as operações do grupo indiano em toda a Europa, se deve a vários factores.
A qualidade da equipa e a rápida integração no espírito Zomato foram os mais importantes, mas o facto de a empresa ter entrado em Portugal numa altura em que o país estava a sair da crise e em que o mercado da restauração estava a crescer também terão sido relevantes. A apetência dos portugueses pela tecnologia deu mais uma achega.
O responsável revela agora que mantendo o atual ritmo de crescimento, num prazo de seis meses, a operação portuguesa representará 70 a 80% da faturação da Zomato na Europa.
No resto da região "as operações ainda estão numa fase mais B2C", admite Miguel Ribeiro, explicando que em muitos países a Zomato entrou através de aquisições e a fase de aculturação das equipas tem levado o seu tempo. O segundo país europeu em melhores condições para atingir o mesmo ponto a que Portugal chegará no próximo mês é a Polónia, que deverá atingir o break-even da operação daqui a cinco meses.
A Zomato está presente em 23 países e soma informação sobre mais de um milhão de restaurantes. Em Portugal lista cerca de 16 mil locais, sobre os quais está disponível informação genérica, comentários e avaliações de clientes. Para o utilizador final a plataforma é gratuita, para os restaurantes estão disponíveis vários serviços pagos, que permitem dar destaque a uma simples presença no serviço, ou ter acesso a ferramentas de gestão e otimização dessa presença.
Por agora, a publicidade é a principal fonte de receita da plataforma - que em Lisboa já tem 250 restaurantes como anunciantes - mas têm vindo a ser lançados mais serviços para profissionais. O Zomato for Business, que dá acesso a ferramentas de analítica que permitem aos restaurantes monitorizar o impacto da presença da Zomato no negócio é um exemplo. Outro, mais recente, é a Whitelabel app, uma ferramenta que permite aos restaurantes criarem aplicações móveis personalizadas, mas que tiram partido da informação gerada pela comunidade Zomato (opiniões de clientes, por exemplo).
Cristina A. Ferreira

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.