A Polícia Judiciária comunicou hoje que deu por concluída a investigação de inquérito, por fraude fiscal, falsificação de documentos e associação criminosa, de grande dimensão e especial complexidade, relacionada com a aquisição de tonners e impressoras para fraude no IVA.

A polícia conseguiu desmantelar a rede e já fez um detido, sendo ainda envolvidos 18 arguidos, entre particulares e empresas, numa ação que se materializou em 40 buscas e na qual existe ainda um mandado de detenção pendente.

Sem referir nomes, o comunicado da judiciária refere que os dados da investigação remontam a 2002/2006 e que a operação contou com a colaboração de elementos da Autoridade Tributária, tendo sido acionados também mecanismos de cooperação judiciária internacional.

Segundo a PJ, esta rede usava vários circuitos internacionais de fraude ao IVA, encontrando-se inserida numa rede de cariz transnacional. Os consumíveis de informática eram adquiridos recorrendo a empresas de fachada (missing traders) e testas de ferro, para recuperarem o valor do imposto, lesando assim o Estado em mais de 15 milhões de Euros.

No âmbito da investigação a PJ realizou exames forenses, análise documental e bancária, tendo sido utilizados meios especiais de recolha de prova e apreendidos saldos de diversas contas bancárias.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.