Em 2015 foram concedidas a entidades portuguesas 46 patentes, um número que traduz um crescimento de 109% face a 2014 e o maior da última década. Os dados revelados pelo Instituto, e divulgados pelo Jornal I, também mostram que ao longo do ano passado Portugal apresentou 137 pedidos no IEP, mais 21,2% que um ano antes.

Na lista de entidades que apresentaram maior número de pedidos de patentes, a partir de Portugal, destaque para o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia que apresentou oito pedidos. A Saronikos Trading and Services e a Universidade do Minho surgem nas posições seguintes da lista com seis pedidos. A Novadelta e a Oliveira & Irmão apresentaram cinco pedidos cada uma.

No total o Instituto Europeu de Patentes recebeu 160 mil pedidos de patentes em 2015, mais 4,8% que no ano anterior. O destaque vai para as tecnologias médicas que, tal como já tinha acontecido em 2014, deram origem ao maior número de pedidos. Os pedidos de patentes submetidos por empresas chineses foram os que mais cresceram: 22,2%. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.