O homem tinha recorrido a uma loja da marca depois de receber um alerta de erro no iPhone. Na loja o funcionário que o atendeu resolveu o problema, mas só depois de reiniciar o equipamento, apagando todos os dados, perguntou ao utilizador se tinha uma cópia de segurança dessa informação.

O britânico não tinha backup da informação e por isso perdeu os contactos registados ao longo dos últimos 15 anos. Também ficou sem as fotos da lua-de-mel e por isso decidiu avançar para os tribunais e pedir uma indemnização pelas perdas de que foi alvo, por negligência da empresa.

Acabou por vencer o caso e receber 2.000 libras, o equivalente a 2.800 euros. Deste valor a indemnização corresponde a 1.700 euros, o resto será para pagar custas judiciais.

O protagonista desta história é um reformado britânico que na mesma altura travava uma batalha contra o cancro e que explica, em declarações citadas pelo The Telegraph, que avançou com o caso “em nome do homem comum. Digo a todas as pessoas que tenham passado uma situação semelhante com a Apple que não os deixem achar que podem fazer o que querem”.

 

 

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.