Tanto o iPhone como o iPad são dois dos gadgets que mais procura têm junto dos consumidores e por esse motivo é também grande a curiosidade sobre o que vão trazer as futuras versões de cada equipamento. Os rumores tornaram-se numa verdadeira “indústria”, muito granças aos fabricantes chineses que produzem uma boa parte dos componentes dos dispositivos.



Sabe-se agora que a Apple assina um contrato de não partilha de informações com os fabricantes parceiros. Quer isto dizer que quem estiver a construir componentes do iPhone não pode revelar os mesmos. Tudo isto sob pena de pagarem 50 milhões de euros – este é o detalhe que ainda ninguém sabia.



Claro que para que a multa seja paga é necessário encontrar os culpados e isso muitas vezes não é fácil – a fuga de informações está relacionado com várias intenções, mas está acima de tudo ligado a uma oportunidade de fazer muito dinheiro num curto espaço de tempo. E na China isso pode ser mesmo vital para várias famílias.



O valor de 50 milhões de dólares foi revelado no documento que analisa o pedido de falência feito pela empresa GT Advanced Technologies. Esta tecnológica estava responsável pela produção dos ecrãs safira para os novos iPhone da Apple, mas só o Apple Watch terá vidro safira, salienta o Slashgear.



Por este motivo o valor das ações da GT Advanced Technologies caiu de forma acentuada, o que levou os acionistas a processarem a empresa.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.