A Xiaomi é uma marca que já dispensa apresentações, oferecendo uma gama de smartphones topo de gama a um preço competitivo. Porém, não tem uma representação direta em Portugal, operando sobretudo através da sua loja online ou nas grandes superfícies de produtos tecnológicos.

Embora especialista em smartphones e outros produtos eletrónicos, a empresa chinesa deseja expandir-se para outros segmentos. Para tal criou uma rede de sucursais, adquirindo ou abrindo empresas para o grupo com o devido know how, explicou ao SAPO TEK, o CEO da Roidmi, John Wang.

É o caso da Roidmi, a empresa-satélite da Xiaomi focada no design e fabrico de eletrodomésticos, mais concretamente aspiradores. A empresa lançou um aspirador portátil sem fios, o F8 Storm, que vai chegar a Portugal na primeira semana de novembro.

A estratégia da Roidmi para Portugal será semelhante à da Xiaomi, tendo negociado com grandes superfícies como o El Corte Inglês, Worten, Rádio Popular e revistas de catálogo para a venda dos seus produtos. A chinesa conta com o apoio da Ziclotech, especialista na distribuição online e retalho, a operar de Madrid. Segundo o seu responsável, Miguel Lopez, o departamento de marketing irá duplicar as operações feitas até aqui.

“A Roidmi já tem uma loja online totalmente traduzida para português, e o novo produto já está disponível”, explicou Miguel Lopez, salientando que os produtos da Roidmi não estarão disponíveis nas plataformas da Xiaomi, mas sim sobretudo nas grandes superfícies de retalho referidas.

A empresa afirma que cinco meses depois de ter lançado o aspirador na China tornou-se o segundo produto mais vendido. Para isso contribuíram as suas características, nomeadamente a sua autonomia, peso e potência.

O equipamento tem uma bateria Samsung de 2.500 Ah e uma potência de 74 Watts, construída em polímero de lítio. Segundo Miguel Lopez, o aspirador dura 55 minutos em funcionamento standard e 10 minutos no modo turbo.

“Existem outros aspiradores que também duram 40/50 minutos no mercado, mas atenção, que não são a quase 80 Watts, é metade dessa potência”, salienta, “está ao nível dos modelos V8 e V10 da Dyson”.

A empresa destaca o design da sua concorrência, pelo seu formato ergonómico, com a parte superior a pesar 1,5 quilos e na totalidade 2.5 quilos. Design que lhe valeu na Alemanha alguns prémios como o Reddot Award e o iF Design.

John Wang afirma que nos próximos cinco anos a Roidmi vai concentrar-se na aspiração e deseja tornar-se líder nos aspiradores de mão, competindo diretamente com a Dyson. Em 2019 vão ser lançados novos modelos e uma evolução da tecnologia atual. Por exemplo, o modelo F8 Storm carrega a bateria através do tradicional fio, mas na próxima versão será por contacto direto com a sua base magnética.

O aspirador utiliza ainda uma app (iOS e Android) para smartphone, comunicando via Bluetooth, para os utilizadores manterem um “olhinho” no estado da bateria do equipamento, a duração e capacidade do filtro, assim como escolher a potência de utilização. Poderá ainda consultar o manual, resolver problemas comuns e até definir alertas para esvaziar e limpar o aspirador.

O Roidmi F8 Storm é um aspirador de gama alta que chega ao mercado por cerca de 500 euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.