Adicionando o software de gestão por subscrição - conhecido pela sigla SaaS - à sua oferta, a Sage quer dirigir-se, principalmente, às empresas de média e pequena dimensão, normalmente com menos poder de investimento inicial e mais necessitadas de um modelo de contratação mais flexível.

O objetivo é "reduzir as barreiras à implementação e manutenção de qualquer negócio", sublinha Ana Teresa Ribeiro, SMB Business Unit Manager da Sage Portugal.

O software as a service permite contratar soluções em função da necessidade das empresas clientes, com um pagamento igualmente adequado. Associa-se ao SaaS, desde logo, um investimento inicial mais reduzido, menores custos de propriedade (TCO) e maior capacidade de previsão de custos, entre outras vantagens.

O lançamento do novo modelo da Sage em Portugal está acompanhado por uma campanha publicitária, destinada a vários canais de comunicação, que destacará os principais benefícios apontados à "utilização mensal" de soluções de software, refere a empresa.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.