A Sony poderá deixar de ser uma constante no mercado dos smartphones e televisores de alta definição. Segundo avançado esta semana pela agência Reuters, a empresa estará a considerar a venda de ambos os setores depois de uma previsão de contas negativas para o início de 2015.



Uma fonte próxima da empresa liderada por Kazuo Hirai terá dito que “nenhum negócio é eterno” e que “todos os segmentos precisam de perceber que a Sony poderá sair do mercado”, isto depois de um relatório prever perdas na ordem dos 1,63 mil milhões de euros, em grande parte devido ao mercado dos smartphones, o que irá obrigar a uma paragem no pagamento da dívida.



Na semana passada, durante o evento da CES, que decorreu em Las Vegas, a Sony esteve em destaque no ramo dos televisores ao apresentar produtos com um design inovador e resolução 4K, mas o próprio CEO havia dito que “há certos mercados onde é necessário tomar algumas precauções, e a secção mobile e dos televisores são dois exemplos”.



Já no mercado dos dispositivos móveis, o Xperia Z3 e Z3 Compact, ambos apresentados na IFA 2014, são algumas estrelas da empresa e do ecossistema Android.

A confirmar-se esta venda, a Sony veria reduzida a sua presença no mercado e manteria apenas a marca na área do áudio, entretenimento e cinema. Já no ano passado, a Sony abandonou o mundo dos portáteis, levando ao despedimento de cerca de 5 mil trabalhadores.

Nota de redação: Corrigida uma gralha por indicação de um leitor


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.