O Twitter comprou a Breaker, a aplicação para ouvir podcasts em modo de rede social. Embora o valor do negócio não tenha sido revelado, a aquisição apresenta um papel de relevo no desenvolvimento do Spaces, o projeto lançado pela empresa liderada por Jack Dorsey em dezembro do ano passado.

Através da compra, a Breaker junta-se à rede social para “melhorar a qualidade da discussão pública” e em comunicado, Erik Berlin, CEO da Breaker, explica que a empresa se sente “inspirada pela forma como o Twitter facilita as conversas entre pessoas um pouco por todo o mundo”.

A partir do próximo dia 15 de janeiro, a Breaker vai encerrar os seus serviços permanentemente e os utilizadores poderão transferir as suas subscrições ou os seus projetos para outras aplicações de podcasts.

Spaces: Twitter testa funcionalidade para conversas de voz
Spaces: Twitter testa funcionalidade para conversas de voz
Ver artigo

Recorde-se que o Spaces, que ainda está numa fase de testes limitada a um pequeno grupo de utilizadores, permite a criação de espaços de interação por voz, como salas de chats, onde várias pessoas podem conversar em tempo real.

Num dos primeiros tweets publicados na conta do Spaces, a equipa responsável explica que a voz pode potenciar as ligações entre utilizadores “através da emoção, nuances e empatia que muitas vezes se perdem na escrita”. “Às vezes 280 [carateres] não é suficiente, e a voz dá às pessoas outra forma de se juntarem à conversa”.

A equipa do Spaces está também a testar funcionalidades como a transcrição automática de voz para texto, se bem que numa fase muito embrionária. Se o projeto for levado avante depois da fase experimental, os utilizadores terão a oportunidade de criar Spaces abertos à participação dos seus seguidores, que também vão poder partilhá-los. A participação num Space será aberta, mas só quem cria cada uma das salas é que poderá dar voz a outros membros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.