Os dados divulgados esta quinta-feira pela Uber indicam que as viagens subiram 35%, para 1,67 mil milhões de dólares. As receitas também subiram, chegando aos 3,17 mil milhões de dólares, o que significa um aumento de 14% face ao mesmo período do ano passado. Ainda assim, este valor é mais baixo do que aquele que a empresa previu, no valor de 3,26 mil milhões de dólares.

A UberEats contribui para este cenário positivo, ao atrair novos clientes. Em relação ao segundo trimestre de 2018, o número de pedidos de entrega de comida subiu para 140%. "Mais de 40% dos novos utilizadores da UberEats ainda não tinha utilizado nenhuma plataforma da empresa", explicou a Uber.

No entanto, o prejuízo líquido da empresa no 2º trimestre de 2019 foi de 5,24 mil milhões de dólares. A maioria, 3,9 mil milhões, é resultado de prémios baseados em ações para funcionários. Depois de descontar todos os prémios, a Uber perdeu mais de mil milhões de dólares, pelo segundo trimestre consecutivo.

Face estes indicadores, o CEO da empresa fala em "resultados fortes", mostrando-se muito satisfeito com o marco de mais de 100 milhões de utilizadores ativos num mês.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.