A aposta da conhecida marca de móveis e acessórios para a casa no mercado online parece estar a compensar. De acordo com a Reuters a empresa registou um aumento no seu nível de vendas anuais, excedendo ao patamar dos 40 mil milhões de euros.

O crescimento resultou, em grande parte, da sua estratégia de comércio eletrónico, afirma o grupo sueco. Nos últimos 12 meses a vertente de e-commerce da IKEA registou um aumento de 43%, ajudando a empresa a obter um crescimento de 6,5% nas vendas totais.

A empresa decidiu entrar no mundo das vendas pela Internet a partir de 2017, algo que muitos consideram uma entrada tardia. Desde então apostou em força para adaptar a sua estratégia a este mercado, de forma a conseguir competir com gigantes do e-commerce como a Amazon.

IKEA quer “aparecer” mais aos portugueses. A aposta passa pela Internet
IKEA quer “aparecer” mais aos portugueses. A aposta passa pela Internet
Ver artigo

De acordo com Torbjörn Lööf, CEO da Inter IKEA, em declarações à Reuters, o grupo encontra-se a viver um período de mudança no que diz respeito ao conceito da marca. Assim a IKEA está a investir na adaptação da empresa aos novos hábitos de consumo do público, desenvolvendo mais serviços digitais. Nos últimos 12 meses, a empresa expandiu a sua estratégia de e-commerce a mais 9 países.

Uma das futuras apostas do grupo sueco na área digital passará pela criação de uma aplicação de compras online. Segundo Jesper Brodin, CEO da Ingka, a empresa-mãe da IKEA, o objetivo será começar a testá-la ainda este ano em 30 países.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.