Lançada em março deste ano e depois do fracasso chamado Wii U, a falta de stock provocada pela muita procura da Nintendo Switch desde logo mostrou que a aposta arrojada da empresa nipónica ao fundir na nova consola várias lógicas de jogo e controladores multifuncionais estava ganha.

A Nintendo anunciou que, no terceiro trimestre do ano, vendeu mais 2,93 milhões de consolas e que, até ao final deste ano fiscal, que termina em março de 2018, a Nintendo tem planos para distribuir 14 milhões de consolas, em vez dos 10 milhões anunciados anteriormente.

Recorde-se que, apenas duas semanas após a Switch ter chegado ao mercado, o The Wall Street Journal garantia que a Nintendo estava pronta a aumentar para 16 milhões o número de unidades produzidas durante o seu ano fiscal.

Em consequência, os jogos exclusivos disponíveis para a plataforma também têm estado em alta. Por esta altura, na lista de jogos mais vendidos, podem ler-se nomes como Mario + Rabbids: Kingdom Battle, The Legend of Zelda: Breath of the Wild e Mario Kart 8 Deluxe.

A empresa nipónica também aumentou a projeção do lucro anual de 6,59 mil milhões de dólares para 8,44 mil milhões, noticia a Reuters.

Mas, para o presidente da Nintendo, Tatsumi Kimishima, o verdadeiro teste vai chegar agora com o lançamento, a 7 de novembro, da nova consola Xbox One X.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.