Depois de um fim-de-semana de negociações intensas, a Verizon Communications conseguiu chegar a acordo para a aquisição da operadora de telecomunicações de longa distância MCI por 6,746 mil milhões de dólares, superando intenção idêntica da rival Qwest, que também competia pelo negócio.



Formada por dinheiro e acções, a oferta da Verizon valoriza a MCI ligeiramente acima dos 6,6 mil milhões de dólares que a empresa apresentava no mercado na passada sexta-feira.



As agências internacionais de notícias avançam que a Qwest tinha aumentado a sua oferta de aquisição, no domingo, para os 7,3 mil milhões de dólares, mas o montante, que avaliava a MCI em 23 dólares por acção - 10,8 por cento acima do valor de mercado - não foi suficiente para convencer os investidores da empresa, preocupados com o facto de virem a ser pagos com as acções desta operadora de futuro incerto, face aos problemas financeiros que enfrenta.



A concorrência pela MCI aumentou depois de se conhecer a compra da AT&T pela SBC, um dos principais rivais da Verizon e Qwest, avaliada em 16 mil milhões de dólares.



Apesar do negócio da MCI ser inferior ao da AT&T, a sua rede dará à Verizon escala nacional, podendo assim apresentar uma maior oferta face às grandes empresas, desconfiadas na hora de confiar os seus sistemas de comunicações a um fornecedor regional de serviços.



A MCI também dará à Verizon uma grande base de clientes residenciais o que lhe servirá para comercializar os serviços de televisão por cabo que pretende lançar este ano, depois de um forte investimento na melhoria das suas redes para oferecer sinal vídeo e serviços interactivos.



Notícias Relacionadas:

2005-01-31 - SBC adquire AT&T alargando âmbito de actuação a nível nacional

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.