Numa nota de imprensa, a Vortal explica que 18% das receitas angariadas nos primeiros seis meses do ano foram realizadas fora de Portugal, uma percentagem que no final de 2014 aumentará.



Assim, no final do ano, a empresa espera obter 25% do volume de negócios a partir da atividade noutros países. A impulsionar o negócio fora de Portugal a Vortal conta com o impacto de alguns contratos ganhos recentemente.



Entre os exemplos apontados pela empresa está um contrato de 1,3 milhões de euros e duração de 30 meses, que vai permitir levar a sua plataforma eletrónica de compras à administração central da República Dominicana. O projeto reúne 38 mil fornecedores e 200 entidades adjudicantes, num novo sistema de compras públicas.



O projeto de desmaterialização das transações comerciais entre a Xunta da Galiza e os seus fornecedores é outro exemplo. A Vortal ganhou o contrato, que vale 325 mil euros e que tem a duração de dois anos.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.