A Microsoft está alegadamente a vender mais barato o Windows 8 e o novo Office às fabricantes parceiras para impulsionar o desenvolvimento de novos computadores e consequentemente aumentar as vendas dos PC. O pacote de software está supostamente a ser vendido em alguns casos por 30 dólares em vez dos 120 dólares que estavam a ser cobrados.

O objetivo da gigante norte-americana é alimentar o desenvolvimento de computadores de proporções pequenas e com ecrãs sensíveis ao toque. Segundo relatam o The Wall Street Journal e o Digitimes, citando fontes anónimas mas próximas ao processo de comercialização, o "bundle promocional" está a ser distribuído desde fevereiro e apenas é aplicável para computadores com ecrãs de tamanho igual ou inferior a 11,6 polegadas, para um desconto de 20 dólares, e com oferta do Office para portáteis abaixo das 10,8 polegadas.

O desconto aplicado permite às OEM reduzir o preço de venda dos computadores com Windows 8,uma das causas apontadas como responsáveis pelo fraco desempenho que o sistema operativo tem conhecido a nível de adoção por parte dos utilizadores. O corte que deve ser visível para os consumidores a partir de junho.

Computadores pequenos e mais baratos são apontados como dois fatores que permitem atacar com mais argumentos os mercados de países em vias de desenvolvimento e mercados mais medianos, como é o caso de alguns países europeus.

A Microsoft ainda não comentou as informações avançadas pelos meios norte-americanos.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.