A Anacom revela que o volume total de minutos das chamadas do serviço fixo aumentou 1,5% no primeiro trimestre de 2020 em relação aos três primeiros meses de 2019, atingindo 1,1 mil milhões de minutos. O regulador indica que o valor cresceu pela primeira vez desde 2013, contrariando a tendência decrescente dos últimos anos.

A entidade explica que o aumento se relaciona com as medidas tomadas no contexto da pandemia de COVID-19 que provocaram uma “alteração significativa dos padrões de utilização do serviço telefónico fixo”. Segundo a Anacom, na semana em que entrou em vigor o estado de emergência, o tráfego de voz fixa cresceu 61% face à semana anterior à declaração de pandemia.

A duração média das chamadas na rede fixa aumentou, representando uma subida de 17 segundos face ao período homólogo. A nível nacional, as chamadas entre números fixos aumentaram cerca de 27 segundos.

Devido ao aumento da popularidade e penetração dos pacotes 4P e 5P com serviços móveis que têm chamadas gratuitas para todas as redes e à crescente utilização de serviços over-the-top, o tráfego em minutos estava a diminuir desde 2013. A Anacom relembra que no primeiro trimestre de 2019, os valores apresentaram uma descida de 15,9% em relação ao ano anterior.

Anacom | Resumo da análise aos acessos telefónicos fixos no 1º trimestre de 2020
créditos: Anacom
Fim do estado de emergência faz subir número de minutos de chamadas telefónicas e dados móveis
Fim do estado de emergência faz subir número de minutos de chamadas telefónicas e dados móveis
Ver artigo

No final de março, a entidade reguladora verificou uma taxa de penetração dos acessos telefónicos principais de 49,7 por cada 100 habitantes. No que toca aos acessos instalados a pedido de clientes residenciais, o valor subiu para 90,4 por cada 100 famílias.

Nos primeiros três meses de 2020, o número de clientes do serviço fixo na modalidade de acesso direto aumentou para 4,1 milhões, significando um crescimento de 2,1%. O regulador elucida que são mais 85 mil utilizadores do que no primeiro trimestre de 2019.

As redes de nova geração são responsáveis pelo crescimento do número de acessos telefónicos principais, um valor que atingiu 5,1 milhões neste trimestre, crescendo 1,3% face ao período homólogo. A subida deve-se em especial ao aumento dos acessos VoIP/VoB, incluindo os acessos suportados em redes de fibra ótica e TV por cabo. Fora da rede tradicional, os acessos alternativos representaram 77,5% dos acessos telefónicos principais.

De acordo com os dados divulgados, no primeiro trimestre a quota de clientes de acesso direto da MEO atingiu 42,1%. Segue-se a NOS com 35,9%, a Vodafone com 18,3% e a NOWO com 3,4%. A Vodafone foi o único operador cuja quota aumentou, subindo um ponto percentual.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.