A Anacom divulgou o relatório sobre a qualidade do serviço telefónico fixo relativo ao segundo trimestre deste ano, baseado em critérios como o número de dias que cada operador leva a instalar e ativar uma linha, o número de avarias registadas ou o tempo de que precisou para solucionar os problemas reportados.

Entre os fornecedores de serviços destinados ao segmento residencial foram cumpridos este trimestre, por todas as empresas, os objetivos que se propunham atingir em 2012 em matéria de prazos de instalação e ativação de linhas telefónicas.

A Zon Açores é quem se sai melhor na avaliação que inclui tanto ligação como ativação do serviço telefónico, precisando apenas de dois dias para assegurar que o mesmo é colocado em funcionamento na casa dos seus clientes. A PT Comunicações surge logo a seguir na tabela, assegurando a prestação do mesmo serviço em quatro dias, merecendo também referência a diminuição deste prazo registada face a um trimestre antes (quando a mesma empresa precisava de 7 dias para assegurar a ligação e ativação de uma linha).

[caption]fonte: Anacom[/caption]

Olhando apenas à ativação do serviço (nos casos em que a instalação das linhas já esteja feita), são a Zon Madeira, a Vodafone e a TMN quem consegue os melhores tempos, assegurando todas que o serviço é colocado em funcionamento em menos de um dia. Note-se que a oferta TMN apresenta-se como um serviço fixo mas suportado na rede móvel da operadora, características que também partilham as ofertas Optimus Home e Vodafone Telefone Fixo.

[caption]fonte: Anacom[/caption]

A Anacom fornece ainda outro critério de comparação: o que toma por base a data acordada entre os operadores e os clientes para instalação do serviço e o tempo que efetivamente estes levam a disponibilizar a ligação. Vodafone, Optimus e G9 conseguem satisfazer 100% dos pedidos até à data acordada com os clientes.

[caption]fonte: Anacom[/caption]

Em matéria de avarias, o melhor desempenho reportado é o da operadora G9, que não registou qualquer incidente durante os três meses em análise, num cenário em que a média de avarias por linha se situa maioritariamente abaixo das 0,80.A Zon Açores foi quem teve mais problemas: uma média de 0,150 avarias por acesso.

Curiosamente, este prestador de serviços é também o que se classifica como mais rápido a dar resposta aos problemas registados. As avarias reportadas foram, em média, reparadas em 14 horas. A Vodafone e a Optimus registam os piores tempos, 139 horas e 220 horas, respetivamente, ambos abaixo dos objetivos que tinham proposto para 2012.

Os dados presentes no relatório publicado pela Autoridades Nacional de Comunicações são obtidos com base nos valores fornecidos pelas empresas, detalha o regulador.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.