Os telemóveis estão banidos dos estabelecimentos de ensino franceses a partir deste ano letivo. A interdição foi aprovada no parlamento francês no passado 7 de junho, com os votos favoráveis da maioria absoluta do partido En Marche!, do presidente Macron, e o voto contra dos republicanos (centro-direita), mas promete ser tudo menos “harmoniosa”.

Uma das críticas é que o texto aprovado se limita a impor a interdição, no entanto, não define como será garantida a aplicação desta interdição de uso de telemóveis “e outros recursos conectados” aos cerca de 10 milhões de alunos, quase todos com telemóvel, apontam os estudos locais.

Segundo a interdição, os estudantes não podem utilizar os telemóveis em recreios, nas horas de pausa ou em qualquer local dentro dos estabelecimentos de ensino.

Os apoiantes da lei consideram que a proibição dos telemóveis nas escolas significa que as crianças passam a ter o “direito de se desconectarem” da pressão digital do dia-a-dia. Na altura o ministro da Educação gaulês dizia que esta se tratava de uma "medida de desintoxicação" para combater a distração nas salas de aulas e o bullying.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.