A China está a fazer planos para construir a maior rede de computação em grelha do mundo. Segundo uma informação avançada pelo China Daily existem já negociações entre o Ministério da Educação daquele país e a Intel para realização do projecto.



"O objectivo é ligar em rede as cem maiores universidades do país até 2005, permitindo uma distribuição de recursos informáticos por uma área bastante vasta, utilizando tecnologia de última geração", confirmou ao jornal um membro do Governo.



A rede deverá ter um desempenho acima dos 15 teraflops e uma capacidade de armazenamento de 500 terabytes, superando desta forma a maior grid do mundo, nos Estados Unidos.



Numa primeira fase integram o projecto doze universidades, assistidas por técnicos americanos, às quais serão disponibilizados dois supercomputadores equipados com processadores Itanium 2 da Intel.



Estima-se que esta fase do projecto custe ao Governo de Pequim cerca de 3 milhões de dólares, ao que acrescem 15,7 milhões para actualizar a rede de banda larga da Cernet - China Education and Research Network - dotando-a de uma capacidade de 10 gigabytes (contra os actuais 2,5).



Notícias Relacionadas:

2003-01-18 - China ultrapassa Japão em número de internautas na segunda posição do ranking mundial

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.