A legislação previa que, ao contrário do que acontece com os locais, os estrangeiros tivessem acesso a uma Internet sem conteúdos proibidos durante o tempo em que estivessem de visita ao país.



Uma revisão à legislação define agora que os cartões SIM dos turistas só funcionem no país enquanto a visita dure. Após esse período serão bloqueados e será impossível o acesso à rede.



A medida é uma forma de impedir ofertas que passem telemóveis ou cartões de comunicações móveis ativos para as mãos dos coreanos, que só têm acesso a redes de comunicações e forma limitada.



Para os norte-coreanos, a rede Koryolink funciona de forma completamente vigiada e com um acesso muito limitado aos conteúdos disponíveis, onde não se incluem redes sociais e outros serviços populares no resto do mundo. No país utilizam esta rede 2,5 milhões de norte-coreanos.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.