A possibilidade de existência de um drone no espaço aéreo do Aeroporto do Porto levou à suspensão das operações naquela infraestrutura durante cerca de 40 minutos, na tarde desta quinta-feira.

A situação obrigou a um desvio de um voo da Turkish Airlines para Lisboa, enquanto outros tiveram que aguardar, no ar ou em terra, enquanto as autoridades tentavam encontrar o drone. De acordo com o Jornal de Notícias, nenhum avião descolou ou aterrou entre as 14h10 e as 14h50 horas de ontem.

Drones: primeira metade do ano já conta com 16 incidentes reportados
Drones: primeira metade do ano já conta com 16 incidentes reportados
Ver artigo

"Um comandante de um voo que tinha acabado de descolar do Porto reportou ter avistado um drone, a 5.000 pés de altitude [cerca de 1,5 km]". Acionado o protocolo para a situação, "as autoridades suspenderam as operações e procuraram avistar o drone, sem sucesso", referiu a NAV Portugal, entidade responsável pela gestão do espaço aéreo nacional, citada pelo Jornal de Notícias.

Embora o regulamento da ANAC proíba o voo de drones a mais de 120 metros de altura e nas áreas de aproximação e descolagem dos aeroportos, é onde os incidentes mais ocorrem. Só na primeira metade do ano foram reportadas 16 situações do género.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.