A MPEG LA anunciou hoje ter conseguido reunir todas as patentes anti-pirataria necessárias para proteger conteúdos digitais, como o vídeo e a música, em telefones móveis. No conjunto, estão envolvidas patentes de cinco empresas - a ContentGuard Holdings, a Intertrust Technologies, a Matsushita Electric Industrial, a Philips Electronics e a Sony Corporation - que permitirão a adopção de um standard estabelecido pela Open Mobile Alliance (OMA), uma organização de fabricantes de telemóveis e operadores de telecomunicações.



Esta junção de tecnologia de controlo de conteúdos e anti-pirataria facilitará a sua utilização entre esses mesmos fabricantes e operadores, uma vez que poderão adquirir os direitos para todas as patentes mais importantes através da MPEG LA, segundo explicou um responsável da empresa - que já detém o conjunto de patentes para o standard de compressão de vídeo MPEG-2 - à Reuters.



As fabricantes de telemóveis irão pagar um dólar para incluir a norma de Digital Rights Management (DRM) 1.0 da OMA num telemóvel. Os produtores de conteúdos que queiram proteger as suas obras com o DRM da OMA irão pagar royalties representativos de um por cento do preço de venda do seu serviço.



Espera-se que a especificação de DRM da OMA venha ajudar à disponibilização de conteúdos digitais para telemóveis, dando mais segurança às produtoras de música, vídeo e software que se têm mostrado muito relutantes em oferecer os seus catálogos por aquela via.



Notícias Relacionadas:

2003-10-03 - MPEG LA avança com plano para licenciamento conjunto de patentes de DRM

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.