No âmbito de uma declaração para a cooperação estratégica nas TIC, as duas regiões vão trabalhar em conjunto na definição de aspectos técnicos do 5G e ao nível da investigação, de forma a promover uma harmonização das necessidades de espetro e a interoperabilidade das redes a nível global.


O mesmo acordo prevê que, além do 5G, as duas regiões colaborem noutras áreas relacionadas com as redes do futuro, como o cloud computing.


Em 2016 Coreia e UE vão ainda colaborar no lançamento de uma iniciativa de financiamento para projetos de investigação. CE e associação para as infraestruturas 5G assinarão ainda um memorando de entendimento para cooperar na próxima geração das tecnologias de rede móvel. esta associação é integrada por empresas como a Alcatel-Lucent, Atos, Deutsche Telekom, Ericsson, Nokia, Orange, Telecom Italia, Telenor ou Telefonica.


O 5G é esperado em 2020. Operadores e governos preparam o terreno para a próxima geração das comunicações móveis. Além da velocidade, o 5G será mais eficiente, dando às empresas uma infraestrutura técnica mais robusta e mais eficaz para disponibilizar um leque alargado de serviços multimédia.


A União Europeia investe 700 milhões de euros no 5G até 2020, no âmbito do Horizon 2020, um valor que deve ser multiplicado por 5 quando se juntarem a estes valores as verbas da indústria.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.