Segundo os dados do Observatório, criado em 2018 pela Comissão Europeia, "até ao final e 2019, os serviços comerciais de 5G [quinta geração móvel]" estavam disponíveis em 10 países da UE. Alemanha, Áustria, Finlândia, Hungria, Irlanda, Itália, Espanha, Estónia, Reino Unido e Roménia são os países que disponibilizam serviços comerciais com esta nova tecnologia.

O Observatório sublinha que "em alguns países há mais que um fornecedor de serviços de 5G", por exemplo no Reino Unido são três, tal como na Roménia. Em Itália são dois, à semelhança da Alemanha e da Finlândia.

Portugal ainda não consta na lista dos países que disponibilizam a tecnologia, uma vez que o início do leilão para a atribuição das licenças de 5G arranca em abril e termina em junho próximo, estando previsto que a conclusão dos procedimentos de atribuição dos Direitos de Utilização de Frequências (DUF) aconteça até agosto.

Os operadores de telecomunicações portugueses têm apontado que Portugal está atrasado na corrida do 5G, atribuindo responsabilidades à Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), com o regulador a negar que haja qualquer atraso nos trabalhos preparatórios.

Na sexta feira o Governo apresentou a estratégia para o 5G com as metas a alcançar em termos de cobertura do território até 2025 e hoje a Anacom tem marcada uma conferência de imprensa sobre o projeto de regulamento do leilão para a atribuição das licenças.

Portugal na lista dos países com mais testes

"Os operadores europeus têm vindo a trabalhar há dois anos com fabricantes de equipamentos e 'players' verticais em vários testes para validar as capacidades do 5G. No final de dezembro de 2019, ficou claro que estavam fortemente envolvidos nos testes 5G com 181 ensaios [testes piloto]", o que compara com 138 no último trimestre de 2018, nos 28 Estados-membros, mas se forem contabilizados a Rússia, San Marino, Noruega, Turquia e Suíça, o número de testes ascende a 222.

Governo apresenta estratégia sobre o 5G: quer duas cidades com 5G até final do ano. Uma no interior
Governo apresenta estratégia sobre o 5G: quer duas cidades com 5G até final do ano. Uma no interior
Ver artigo

O Observatório contabiliza que foram organizados testes em 30 países, 181 em 25 dos 28 Estados-membros da UE e 41 na Rússia, San Marino, Noruega, Turquia e Suíça, mas nenhum em Chipre, Malta e Eslovénia.

Portugal integra a lista "top 10" dos países europeus onde mais testes-pilotos são organizados, segundo o estudo realizado para a Comissão Europeia pela Idate DigiWorld.

O plano de ação da Comissão Europeia de setembro de 2016, confirmado pelo Conselho da UE em dezembro de 2017, visa a implantação comercial de 5G em pelo menos uma grande cidade em todos os Estados-membros até o final de 2020 mas a estratégia do Governo português aponta para cobertura de duas cidade,  uma no litoral, com mais de 50 mil habitantes, e outra no interior, mas as localizações ainda não estão escolhidas..

O Observatório para o 5G estima ainda que no final de dezembro havia 147 cidades capacitadas com 5G (138 na UE a 28).

Segundo o Observatório, apenas 11 países tinham publicado o roteiro nacional para o 5G no final de 2019, incluindo estratégias para o espectro: Alemanha, Áustria, Dinamarca, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Holanda, Luxemburgo, Reino Unido e Suécia.

Estratégia para o 5G acelera em todo o mundo

Não é só na Europa que o 5G é um tema 'quente', mas também em outras regiões do globo, uma vez que se trata de uma tecnologia que promete revolucionar o mundo, não só pela quantidade de objetos que vão estar conectados (Internet das Coisas - IoT), como também pela velocidade da transmissão de dados (essencial para os veículos autónomos, por exemplo).

Por exemplo, na Coreia do Sul todos os três operadores já lançaram serviços 5G, tendo registado no final de outubro três milhões de subscritores de quinta geração móvel, estimando atingirem os cinco milhões no final de 2019, refere o relatório.

Na Austrália, o serviço foi lançado e a tecnologia cobre 10 cidades, entre as quais Melbourne e Sydney, prevendo-se alargar a mais 25 cidades durante este ano.

Na China, os três operadores China Mobile, China Telecom e China Unicom, lançaram serviços 5G em novembro passado e já conseguiram garantir, em avanço, perto de nove milhões de subscritores de quinta geração móvel. Nos Estados Unidos, três dos quatro maiores operadores lançaram também serviços 5G.

Países como Bahrain, Kuwait, Qatar, Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita já anunciaram igualmente a disponibilização de 5G, enquanto na Índia, um dos maiores mercados móveis do mundo, o governo está fortemente empenhado no desenvolvimento da tecnologia, mas ainda está numa fase inicial de reflexão, estimando que esta seja "lançada em 2022".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.