O leilão para atribuição de frequências de quarta geração em Itália está em marcha e a primeira fase já permitiu ao Estado perceber que o encaixe financeiro pode ser maior que o previsto. De acordo com informação hoje disponibilizada pelo governo de Berlusconi, a atribuição de seis blocos de frequências na banda dos 800 MHz rendeu 2,96 mil milhões de euros.


Contudo, o Estado recebeu já ofertas no valor de 3,7 mil milhões de euros, quando a previsão inicial apontava para um encaixe de 3,1 mil milhões de euros, somando valores para todas as frequências disponíveis.


Nesta primeira fase do processo a Telecom Itália desembolsou 992,2 milhões de euros, a Vodafone 992,4 milhões e a Wind 977,7 milhões. A 3 Italia também apresentou uma oferta mas não conseguiu frequências. O processo de leilão continua hoje para outras bandas de frequências também disponíveis, de acordo com a imprensa internacional.


Em Portugal o leilão para atribuição de frequências para a quarta geração móvel deverá avançar até ao fim do ano e prevê-se que o Estado encaixe com a operação de cerca de 500 milhões de euros.


No memorando assinado com a troika defina-se que o procedimento avançasse durante o terceiro trimestre do ano, que acaba este mês. Antes disso a Anacom garantia que o leilão ia realizar-se até Junho deste ano.


Na primeira atualização ao memorando, que tem vindo a ser conhecida nos últimos dias, o leilão surge agora como medida prevista para os últimos três meses do ano.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.