Quinhentos milhões de telemóveis, é quanto a Nokia espera vender este ano, revelou um antigo administrador financeiro da empresa.

Numa entrevista ao jornal indiano Economic Times, Rick Simonson - que desempenhou as funções de Chief Financial Officer (CFO) da empresa até Outubro passado - afirmou que "a Nokia vai vender mais de 500 milhões de unidades, dominando cerca de 40 por cento do mercado mundial", reportava hoje a Reuters.

As declarações vêm corroborar as previsões apresentadas pela fabricante em Dezembro, que antecipavam um crescimento de 10 por cento no volume de vendas de telemóveis da companhia, enquanto a quota de mercado deveria manter-se ao nível da registada em 2009.

Um porta-voz oficial da Nokia comentou a entrevista dada pelo ex-colaborador da empresa, dizendo que os dados revelados não eram novidade. "As nossas últimas previsões foram divulgadas a 2 de Dezembro", afirmou.

Mas a verdade é que as declarações de Rick Simonson produziram efeitos no mercado de valores, onde as acções da companhia subiram cerca de 3 por cento, colocando-a entre uma das mais bem cotadas tecnológicas europeias.

Na entrevista, o antigo CFO da empresa afirma ainda acreditar que só cerca de metade dos actuais sistemas operativos móveis sobrevivam à concorrência feroz do mercado actual. "Não há, definitivamente, espaço para mais de 4 ou 5 sistemas operativos", cita a agência.

O responsável dá o exemplo do software da Palm, que considera muito bom, mas que "por ser utilizado por menos de 1 por cento da totalidade dos telefones, pode tornar-se pouco apelativo para os programadores".

Actualmente estão disponíveis cerca de 10 SOs, e a Samsung prepara-se para lançar o Bada ainda este ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.