O mais recente relatório da União Internacional das Telecomunicações (UIT - ITU na sigla em inglês) revela que os preços dos serviços de telecomunicações têm vindo a diminuir em todo o mundo. No entanto, embora a redução seja significativa, ainda existem barreiras no acesso à Internet, em especial nos países em desenvolvimento. Em questão estão a baixa qualidade das ligações, assim como a falta de competências digitais e de conteúdos online em certas línguas.

O estudo demonstra que as operadoras de 70 países têm um plano de dados móveis, chamadas e SMS com preços mais “em conta”, correspondendo a menos de 1% do rendimento nacional bruto per capita. Em 37 países, o valor ronda os 2%. A UIT indica que na vasta maioria dos mercados, os planos de telecomunicações que combinam dados móveis com chamadas são mais baratos do que os pacotes que contém os serviços separados.

O relatório também dá conta de uma redução nos preços dos planos de dados móveis entre 2013 e 2019. Em média, o valor de um pacote de dados de 1,5 GB diminuiu de 8,4% do rendimento nacional bruto per capita para apenas 3,2%. Os planos de Internet fixa continuam a ser mais caros do que os pacotes móveis. Apesar de os preços se manterem relativamente altos ao longo dos últimos quatro anos, a velocidade prometida pelas operadoras continua a aumentar.

Embora ainda existam barreiras que necessitam de ser ultrapassadas, têm sido feitos progressos no que toca às metas estabelecidas pela Broadband Commission for Sustainable Development para 2025. Contudo, existem 9 países em desenvolvimento e 31 subdesenvolvidos onde o preço dos serviços de banda larga ainda é superior a 2-5% do rendimento nacional bruto per capita.

Em tempos de pandemia, a Internet tornou-se ainda mais essencial para as nossas vidas, permitindo comunicar com amigos e família à distância, trabalhar ou estudar em casa e ter acesso a informações sobre a COVID-19. Mas há ainda 3,6 mil milhões de pessoas "desligadas", e Houlin Zhao, Secretário-Geral da UIT, afirma que, neste contexto, é importante garantir que os consumidores com menores níveis de rendimento têm acesso a serviços de telecomunicações.

No Dia das Telecomunicações e da Sociedade da Informação o desafio é ligar o mundo inteiro em 2030
No Dia das Telecomunicações e da Sociedade da Informação o desafio é ligar o mundo inteiro em 2030
Ver artigo

A 17 de maio, data em que se assinalou o Dia das Telecomunicações e da Sociedade da Informação, o tema escolhido para este ano foi "Connect 2030", em linha com a agenda de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas

São cinco os objetivos definidos para aceder a um mundo melhor: Crescimento, Inclusão, Sustentabilidade, Inovação e Parcerias. Em conjunto as metas contribuem para a visão que a ONU pretende atingir no espaço de 10 anos, onde todas as pessoas tenham acesso às mesmas ferramentas da sociedade da informação, em condições de igualdade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.