Graças a uma decisão do Wireless Ethernet Compatibility Alliance (WECA), organismo industrial responsável pela emissão de standards para redes informáticas sem fios, a confusa mistura de nomes utilizados para descrever os equipamentos de infra-estruturas wireless baseadas no padrão 802.11 poderá tornar-se mais simples de compreender, informou a C|NET.



A partir de Setembro, quando os produtos 802.11a certificados pelo WECA começarem a ser comercializados serão identificados pela designação "Wi-Fi5 Certified". Apesar de os equipamentos compatíveis com o padrão 802.11a já estarem disponíveis desde o final de 2001, grande parte ainda não tinha sido certificado pelo WECA.



O nome Wi-Fi5 refere-se ao facto de os novos equipamentos produzidos pela Cisco Systems e outras fabricantes do sector utilizarem a frequência de ondas electromagnéticas de 5 GHz. O termo original Wi-Fi, baseado no standard 802.11b que funciona na frequência de 2,4 GHz, é utilizado por entre 15 a 18 milhões de clientes.



Mas na altura em que a designação foi apresentada, ninguém compreendeu o sentido, de acordo com Dennis Eaton, presidente do WECA, citado pela C|NET, acrescentando que o grupo abandonou posteriormente e por várias vezes a intenção de colocar no equipamento 802.11a que certifica a etiqueta "Wi-Fi5 Certified".



Os padrões publicados pelo WECA destinam-se a ser cumpridos pelos fabricantes de equipamentos sem fios. O grupo também testa dispositivos para averiguar o seu grau de interoperabilidade, como por exemplo, com vista a verificar que um modem para computadores portáteis da Cisco funciona com um ponto de acesso empregando equipamento da Agere Systems . Em caso afirmativo, o WECA concede ao equipamento o seu selo de aprovação.



Os analistas apoiaram a mudança do nome, que ainda depende de uma aprovação final. Existem várias versões da tecnologia 802.11, cada uma com uma letra diferente do alfabeto, caracterizando-se por diferentes níveis de segurança ou velocidade.



Assim, as redes Wi-Fi populares funcionam com o padrão 802.11b, mas o 802.11a e 802.11g foram desenvolvidos para serem mais seguros ou para se movimentarem em mais canais. O próprio WECA irá também receber um novo nome. Em breve, irá passar a denominar-se Wi-Fi Alliance.


Notícias Relacionadas:

2002-05-28 - Intel Developer Forum de Munique debate aplicação de Lei de Moore às comunicações

2002-04-12 - Receitas de mercado WLAN crescem 34,5% face a 2000

2001-11-13 - COMDEX Fall/2001 - Intel acelera redes sem fios e discute gestão de energia para PCs

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.