(Alterada) A Portugal Telecom começou esta semana a testar uma tecnologia que vai permitir guardar o conteúdo de um disco rígido de 200 GB, num servidor remoto, em três minutos. A operadora portuguesa é a primeira empresa a realizar testes piloto à 10G GPON (Gigabit Passive Optical Network) na Europa.

A nova tecnologia será quatro vezes mais rápida do que a rede de fibra óptica GPON construída até agora pela PT, que oferece 2,5Gbps no downstream e 1,25Gbps no upstream.

A 10G GPON oferece velocidades de banda larga de 10 gigabits por segundo em ambas as direcções, upstream e downstream, podendo ser utilizada para suportar oferta de serviços avançados e inovadores a utilizadores residenciais assim como a utilizadores empresariais.

Os testes agora iniciados estão a ser feitos conjuntamente com a Huawei e com a Alcatel-Lucent, que por sua vez mantém uma parceria com os mesmos propósitos com a norte-americana Verizon.

"Como os serviços e os requisitos de largura de banda continuam a evoluir rapidamente, é fundamental continuar a testar e avaliar as mais recentes inovações, o que é o caso da tecnologia 10G GPON simétrica que a Alcatel-Lucent está fornecer para este teste piloto", refere Alfredo Baptista, CTO da Portugal Telecom, num comunicado.

Nota de redação: A notícia foi actualizada para acrescentar informação sobre a participação da Huawei nos testes-piloto. Foi também alterada a parte do texto relativa ao facto de a PT estar entre as primeiras operadoras do mundo a testar a tecnologia, mas no que diz respeito à parceria com a Alcatel.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.