A Anacom divulgou hoje o relatório sobre o estudo da qualidade de serviço das redes móveis relativo a Portugal continental, no que diz respeito ao desempenho de serviços móveis de voz e dados, assim como as diferentes coberturas (GSM, UMTS e LTE) das três principais operadoras: MEO, NOS e Vodafone. E incide sobretudo nas áreas do Alentejo, Norte, Área Metropolitana de Lisboa (AML), Algarve e Centro.

O estudo visa informar o desempenho dos serviços e caracterizar a experiência do utilizador na sua acessibilidade, retenção e integridade dos serviços. Para tal criou uma lista de 13 indicadores de qualidade, entre elas as chamadas e conversações, a transferência de ficheiros, abertura de páginas web e vídeos em streaming, assim como a qualidade dos sinais de rádio.

Nas suas conclusões, a Anacom salienta a boa cobertura geral de rádio GSM, assim como adequada nos sinais UMTS e LTE. Salienta que os desempenhos são diferenciados nas diferentes tipologias do país nas áreas urbanas e com piores prestações nas áreas rurais. Diz que a MEO e a NOS têm piores desempenhos em UMTS e LTE, destacando a Vodafone como a melhor, mas a mesma operadora é considerada a pior através em GSM.

Veja na galeria os quadros com as melhores prestações de telecomunicações nas avaliações da Anacom:

Depois da cobertura, a reguladora destaca o bom desempenho global do serviço de voz em todos os operadores de telecomunicações. O cenário muda nas áreas rurais, havendo uma degradação do desempenho do serviço, sobretudo na capacidade de estabelecer e reter as chamadas.

Quanto aos serviços de dados, o bom desempenho é global, mas com algumas diferenças entre os operadores, mediante a tipologia das áreas urbanas. No espaço rural há degradação nas velocidades de transferências de ficheiros, tanto em download como upload, sobretudo no serviço fornecido pela MEO. A Anacom destaca a diferença significativa da velocidade de ficheiros entre os centros urbanos e as áreas rurais por metade. Destaca ainda os valores máximos de 249,90 Mbps de download e 64,49 Mbps de upload, mas os mínimos são inferiores a 0,013 Mbps, o que “dificultam ou impossibilitam a transmissão de dados em condições adequadas”.

Sobre os serviços de navegação na internet e uso de streaming de vídeo, no YouTube, por exemplo, e a respetiva latência de transmissão de dados, o regulador diz que estes apresentam desempenhos inferiores quando comparado à transferência direta de ficheiros, mais uma vez com diferenças entre os operadores e tipologias das áreas urbanas. Neste caso, salienta negativamente a MEO, sobretudo com piores prestações em áreas rurais.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.