No final do ano passado existiam no país 31.365 postos públicos de telefonia fixa, revela um relatório divulgado pela Portugal Telecom, que gere este parque. No documento pode ler-se que o desenvolvimento destes pontos de acesso a serviços de telefonia fixa ficou em 2010 aquém do previsto, sobretudo devido à instalação em número inferior ao estimado de postos públicos - que aceitam moedas - no exterior. Motivo: a vandalização dos dispositivos para roubar moedas.



Assim, o número de postos públicos no exterior ficou 2,2 por cento abaixo do previsto, fixando-se nos 12.716. Os postos públicos de telefonia fixa, instalados no interior, eram no final de 2010 18.649. Entre telefones públicos colocados na rua ou dentro de estabelecimentos comerciais ou de interesse público, a PT terminou o ano com 1,4 por cento menos postos de telefonia fixa de acesso público, que o previsto.



No entanto, também se registaram situações em que o número de cabines telefónicas públicas instaladas excedeu o plano, como é o caso de hospitais e centros de saúde, aeroportos e prisões, por exemplo.



Para este ano, a expectativa da PT é de que "a prestação do Serviço de Postos Públicos em 2011 seja inevitavelmente condicionada por três aspectos fundamentais: a economia em si, a diminuição da comunidade imigrante no país e um mercado de plena concorrência com inúmeras ofertas alternativas".



A grande penetração dos serviços móveis é um dos aspectos apontados para justificar a menor utilização destes serviços, que tendem a ser cada vez mais prestados em espaços interiores, para fugir às acções de vandalização e roubo.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.