(Actualizada) A TMN fez esta manhã uma demonstração das potencialidades do LTE (Long Term Evolution), a tecnologia que sustenta a quarta geração móvel e que pode acelerar a transmissão de dados para os 100 a 150 Mbps. Alfredo Baptista, administrador da PT, explicou que o próximo passo será a implementação de um piloto, ainda este ano, mas que só em 2011 a TMN avançará com implementações comerciais.

A demonstração marca uma estreia em Portugal, onde os testes têm sido realizados sobretudo em laboratório. A TMN é a primeira das três operadoras móveis a demonstrar os resultados das experiências realizadas em ambiente real e que, no seu caso, têm como parceiro tecnológico a Nokia Siemens Networks, já com contractos internacionais e com equipamentos base comerciais.

Alfredo Baptista adiantou que a empresa está a trabalhar nos cenários de investimento e que ainda não tem números para avançar, mas garantiu que - tal como Zeinal Bava tinha prometido em Outubro do ano passado -, será realizado também um piloto no Brasil ainda este ano.

[caption]Nome da imagem[/caption]



"Esta experiência mostra que a tecnologia está madura para ir para o terreno, está em fase de Go, mas há duas questões essenciais ainda para concretizar", lembra Alfredo Baptista, detalhando que a primeira é a disponibilidade de terminais a preços acessíveis, já que por enquanto as ofertas se limitam praticamente a placas para PCs, e a disponibilidade do espectro.



Nesta área está previsto o lançamento de um leilão ainda em 2010 pela Anacom, para a faixa dos 2,6 GHz, a que se pode somar o espectro da faixa 800/900 MHz (o chamado Dividendo digital), quando este estiver disponível.

[caption]Nome da imagem[/caption]
A tecnologia LTE é suportada pelo 3rd Generation Partnership Project (3GPP) e as velocidades máximas conseguidas até à data ultrapassam os 320 Mbps. Na demonstração hoje feita pela TMN em ambiente real foi mostrado o acesso a sites e vídeos através de dois PCs com placas LTE e com uma estação de base nodeB na mesma sala. A velocidade atingida estabilizou nos 100 Mbps. Foi também testada a transferência de 4 vídeos HD em tempo real, mantendo velocidade constante.

Para além da Nokia Siemens Networks, a TMN está a trabalhar com todos os fornecedores de tecnologia com que já mantém parcerias. No ano passado a empresa abriu um concurso em que participaram sete fabricantes de tecnologia, entre os quais a Nokia, Ericsson, Huawey, ZTE, Alcatel, Motorola, Cisco e a Nokia Siemens Networks, que hoje forneceu o equipamento para a primeira experiência pública.

Ainda em Outubro do ano passado o TeK tinha feito uma ronda pelas operadoras móveis para perceber as intenções de investimento mas a opinião geral era de que a tecnologia não iria ter concretização prática a breve prazo.

Essa não é porém a visão dos fabricantes, que têm vindo a investir fortemente no LTE, como mostram as notícias do último congresso das Comunicações Móveis, em Barcelona, onde foram apresentados equipamentos em várias áreas.

O LTE foi adoptado na Europa como a tecnologia de quarta geração móvel, mas nos Estados Unidos a Verizon Wireless e a AT&T Mobility estão também a investir em redes suportadas nesta tecnologia. Os primeiros serviços comerciais suportados em LTE foram disponibilizados pela TeliaSonera em Estocolmo e Oslo em Dezembro do ano passado.

Fátima Caçador

Nota da Redacção: A notícia foi actualizada com mais informação.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.