A Verizon Wireless, pertencente em conjunto ao grupo Vodafone e à Verizon, recebeu 1,5 mil milhões de dólares (1,6 mil milhões de euros) em depósitos referentes ao leilão de 216 licenças wireless levado a cabo pela Federal Communications Commission (FCC) em Fevereiro de 2001. Esta empresa revelou ainda que processou esta entidade no sentido de declarar o leilão nulo e espera que o seu depósito lhe seja devolvido na totalidade.



De acordo com a agência de notícias Associated Press, a Verizon Communications, que detém 55 por cento da Verizon Wireless, pretende utilizar a verba para reduzir as promissórias e a dívida da empresa, que no final de Março eram de 10,6 mil milhões de dólares (11,7 mil milhões de euros) e 62,9 mil milhões de dólares (69,8 mil milhões de euros), respectivamente.



Embora não tenha comentado esta situação, a FCC, entidade reguladora norte-americana do sector das telecomunicações, devolveu já a maioria do depósito aguardando agora a decisão do Supremo Tribunal dos Estados Unidos para entregar o restante.



Recorde-se que a Verizon Wireless licitou 8,7 mil milhões de dólares (9,6 mil milhões de euros) por 67 licenças e depositou a quantia de 1,7 mil milhões de dólares (1,8 milhões de euros) exigida pelo governo. De salientar que a agência governamental FCC não entregou as licenças no seguimento da decisão de um tribunal federal em que se indicava que estas, na realidade, pertenciam à NextWave Telecom e que por essa razão não poderiam ter sido leiloadas.



Notícias relacionadas:

2002-01-29 - Verizon estreia rede CDMA de terceira geração móvel nos Estados Unidos

2002-01-25 - Verizon Wireless pode lançar 3G nos Estados Unidos já na próxima semana

2001-01-29 - Verizon e Vodafone dominam leilão de espectro radioeléctrico americano

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.