Por Nuno Silva(*)

[caption]Nuno Silva[/caption]Desde o aparecimento do primeiro cartão de crédito moderno, em 1958, que muito se percorreu nas soluções de pagamento em Portugal e no resto do Mundo. Marcos importantes como a criação da tecnologia RFID/Contactless em 1983, o nascimento do comércio electrónico em 1995, os primeiros pagamentos no telemóvel e a emissão do primeiro cartão contactless, ambos em 1997, têm tornado possíveis evoluções importantes a nível de pagamentos de nova geração, como o contactless e o NFC, realidades que estão agora em estágio de lançamento no mercado nacional.

As recentes certificações de terminais de pagamento automático com contactless, integrado em Portugal, vêm acelerar a utilização de cartões contactless no mercado nacional. A emissão dos referidos cartões é uma realidade nos principais bancos Portugueses, e do ponto de vista de aceitação, o custo da componente tecnológica dos terminais, já se encontra praticamente esbatido.

Mas o que é a tecnologia Contactless?
Tal como o próprio nome indica, Contactless significa "sem contacto", ou seja, os clientes portadores de um cartão da nova geração - com um símbolo de conexão wireless - já poderão efetuar os pagamentos, aproximando apenas o seu cartão do terminal de pagamento. Atualmente existem já perto de dois milhões de cartões emitidos e a expetativa é para que este número continue a crescer. O pagamento de compras até 20 euros não necessita da inserção do pin, sendo também possível fazer pagamentos de montantes mais avolumados, aproximando o cartão do terminal e finalizando a operação com a inserção do código correspondente.

Tecnologia Contactless: Uma adopção rápida e definitiva
Porém o seu período de gestação e desenvolvimento tem um ritmo próprio. O time-to-market depende de variáveis específicas ao seu ecossistema e, fundamentalmente, da expectativa do retorno de investimento. Hoje em dia as tecnologias sem contacto, simplificam a vida a milhões de pessoas, seja a nível de pagamentos, comunicações ou acessibilidades. A tecnologia contactless acrescenta celeridade, simplicidade e valor à economia, sem descurar no entanto a segurança. Hoje em dia, é impensável, um mercado de empresas e consumidores, sem o recurso a esta tecnologia. Simplicidade, comodidade, rapidez e mobilidade estão na ordem do dia de todas as empresas que queiram ter sucesso e a tecnologia Contactless vai ao encontro desta realidade. Da adopção à sua utilização generalizada, será apenas um pequeno passo, um pouco como sucede já em outros mercados europeus, como a Polónia, Inglaterra e Turquia, pois pagar sem contacto é uma experiência disruptiva e que alterará a forma como encaramos o pagamento.

A evolução para os pagamentos Contactless possibilita a que no futuro possam ser usadas várias tecnologias como o NFC (Near Field Communication), que vai permitir usar, por exemplo, o nosso telemóvel para efetuar os pagamentos em vez do cartão. NFC é uma tecnologia que permite a troca de informações sem fio e de forma segura entre dispositivos compatíveis (como por exemplo telemóveis, tablets, ou outro equipamento com um chip NFC) que estejam próximos um do outro. A comunicação é assim estabelecida automaticamente, sem a necessidade de configurações adicionais.

Vantagens para todos: Comerciantes e consumidores
As vantagens desta nova forma de pagamento para os clientes prendem-se com a velocidade e conveniência no pagamento das compras. Com este serviço, o utilizador evita a necessidade de ter consigo moedas, estando sempre salvaguardada a realização de pequenas compras de forma prática em lojas de conveniência, restaurantes, farmácias, tabacarias, livrarias, lavandarias, entre outros estabelecimentos.

Para o comerciante, as vantagens principais passam por tornar o atendimento mais rápido e com menos custos.? Esta tecnologia não tem desvantagens, apenas pontos positivos tanto para consumidores como para logistas. E não existe o perigo de pagamentos acidentais, pois o consumidor necessita de aproximar o cartão do terminal de pagamento pelo menos quatro centímetros para que a transação aconteça.

O acesso tradicional ao PC está a ser substituído por soluções mobile
O comércio online está a aumentar diariamente: das compras alimentares à roupa, dos bilhetes para espetáculos e livros, a compra está realmente à distância de um clique. O que importará perceber agora é que o acesso tradicional ao PC está a ser substituído por soluções mobile, com os smartphones à cabeça. No entanto, se comprar através de um smartphone é relativamente fácil, quanto ao pagamento não podemos dizer o mesmo.

Responsáveis dos principais bancos, operadoras e agentes, estão de acordo: pagamento mobile é uma grande oportunidade de negócio e vai potenciar as vendas no retalho.

Hoje em dia, em Portugal, existe um terminal de pagamento automático por cada 36 pessoas, 190 cartões por cada 100 habitantes e 156 telemóveis por cada 100 pessoas, razão pela qual, os responsáveis dos principais bancos, operadoras e agentes, estão de acordo no que respeita a assegurar que o pagamento mobile é uma grande oportunidade de negócio e vai potenciar as vendas no retalho. Para avançar, é preciso fomentar as parcerias entre os vários stakeholders, cada qual contribuindo com o melhor que sabe, oferecendo assim a sua mais-valia e know-how.

A aposta no futuro passa pelas soluções Mobile POS
No caso da VeriFone, como fabricante, para além das soluções tradicionais de terminais de pagamento automático, agora certificadas em Portugal com contactless integrado, irá existir em 2014 uma grande aposta nas soluções de M-POS, através da certificação e disponibilização de soluções de pagamento, integradas com smartphones, como os Android e os iPhone, passando também pelos tablets, com soluções de pagamento integradas com o Ipad.

O mundo está a tornar-se Mobile, existem 6 mil milhões de pessoas com telemóvel em todo o Mundo, 1 bilião delas com smartphones, e das quais, 89% utilizam-no diariamente. Existem três vezes mais telemóveis do que contas bancárias a nível mundial. Em 2012, foram vendidos em todo o Mundo, aproximadamente 40 milhões de iPad. Todas estas são razões de sobra para percebermos o grande potencial deste mercado.

As soluções de pagamento móvel e os cartões vão coexistir ainda durante algum tempo. As questões de confiança, por parte do consumidor final, vão impulsionar ou desacelerar as novas formas de pagamento, mas a comodidade, simplicidade, fiabilidade e rapidez irão certamente convencer-nos a todos.

(*) Sales Manager da Verifone Portugal

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.