Os hábitos de reciclagem não estão ainda embebidos no dia a dia dos portugueses nos vários níveis de lixo que gerem, mas também no chamado lixo electrónico, um dos mais poluentes e que obedece a regras estritas de tratamento e reutilização na União Europeia.

Esta é uma questão que está na ordem do dia e que na semana passada foi objecto de notícia no TeK a propósito do crescimento alarmante do e-lixo nos países em desenvolvimento, que a ONU considerou que se estão a tornar uma bomba relógio ambiental, e também de uma Sugestão TeK sobre o que fazer aos gadgets que já não se usam.

Questionados sobre este assunto, os leitores do TeK mostram que não têm também uma consciência ecológica muito apurada. A maioria dos mais de 700 utilizadores que responderam ao inquérito admitem que os equipamentos electrónicos que já não usam são guardados na gaveta, para mais tarde usar (39%).

[caption]Nome da imagem[/caption]

Outros 16% afirmam que tentam doar os equipamentos a quem ainda os possa utilizar, uma recomendação que é bem acolhida junto de instituições de solidariedade social.

Ainda assim 30% dos leitores garantem entregar os equipamentos para reciclagem, mas 4% dizem que isso dá muito trabalho e 11% confessam o crime supremo: deitam estes equipamentos no lixo indiferenciado.

Aproveite, como de costume, a caixa de comentários para deixar as suas impressões e experiências, ou para comentar os resultados desta votação.

Já está também online uma nova pergunta, relacionada com o início do sistema de escolha de browsers na Europa, que a Microsoft está a implementar de forma gradual e que dá aos europeus a possibilidade de escolherem entre 12 opções diferentes de browsers, alguns dos quais "ilustres desconhecidos".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.