"Estamos a construir a nossa marca [..]  há 7 ou 8 anos éramos desconhecidos, até na China, e agora somos conhecidos a nível mundial. E para além de smartphones estamos a crescer também nos smartdevices, wearables e PC", afirmou Richard Yu, diretor da área de consumo da Huawei que abriu a conferência em Barcelona. O responsável pela marca salientou também que em 2018 a Huawei atingiu novos recordes de vendas, com 206 milhões de smartphones e mais de 52 mil milhões de receitas.

A pré-conferência da Huawei é um dos momentos obrigatórios do MWC e este ano a empresa está mais uma vez focada nos portáteis, até porque o “grande lançamento” do Huawei P30 já tem data marcada para 26 de março, em Paris.

O primeiro produto a sair do bolso na apresentação que está a decorrer em Barcelona foi o novo MateBook X Pro, que atualiza o modelo lançado no MWC18. O portátil volta a apostar no design e no ecrã sem molduras e tem um Ultra FullView Display, com um rácio de utilização de 91% do ecrã. A comparação de dimensões é feita com o MacBook Pro de 13 polegadas, sendo quase metade da espessura na parte mais estreita do computador, quando fechado.

Carregamento rápido, mais velocidade de Wi-Fi e uma porta Thunderbolt 3 são algumas das características do novo MateBook X Pro, lançado no ano passado em Barcelona. As funcionalidades de partilha de informação foram também atualizadas com o Huawei Sahre 2 e a funcionalidade OneHop, para transferência de dados do smartphone para o PC com NFC.

A partilha fácil de conteúdos entre o smartphone e o PC foi uma das funcionalidades mais exploradas, e que levou a mais aplausos. Fotografias, textos e vídeos são transferidos rapidamente bastando aproximar o smartphone da base do teclado do portátil, e funciona nas duas direções, como foi demonstrado em palco.

A Huawei já tinha lançado o MateBook 13 na CES, e hoje adicionou mais 1 polegada de ecrã, com o MateBook 14, que tem 90% de racio de ecrã, e tras mais flexibilidade nas portas de ligação integradas, com uma porta HDMI acessível diretamente sem necessidade da doca que é obrigatória no MateBook X Pro.

O futuro dos smartphones é dobrável com o Mate X já com 5 G

Como era esperado, a Huawei lançou ainda a sua principal novidade, o Mate X, um movimento esperado depois da Samsung ter apresentado o seu Galaxy Fold há dias. Mas Richar Yu garante que este é melhor, e que tem tecnologia patenteada da marca que garante resistência e maior aproveitamento do ecrã.

MWC19: Huawei Mate X é o futuro da Huawei para os smartphones dobráveis e vai custar 2.300 euros
MWC19: Huawei Mate X é o futuro da Huawei para os smartphones dobráveis e vai custar 2.300 euros
Ver artigo

Quando aberto, o Mate X tem um ecrã de 8 polegadas mas fechado o ecrã fica com 6,6 polegadas à frente, e 6,38 polegadas atrás, que deixa livre a área de acesso à câmara para selfies. Apesar de "irregular" entre as duas partes parece ser bastante funcional, pelo menos pelas demonstrações em palco e em vídeo. E a Huawei não esqueceu mesmo a possibilidade de colocar uma capa, para prevenir eventuais acidentes.

Uma das novidades é que vai ter já 5G com um novo modem 5G desenvolvido pela Huawei com velocidade suficiente para fazer download de um filme de 1 GB em 3 segundos.

O SAPO TEK está a explorar todos os espaços da Mobile World Congress 2019 e trouxe já as principais novidades e tendências, assim como anúncios de produtos, mas ainda tens mais para contar e pode continuar a acompanhar tudo aqui.

Nota da Redação: A notícia foi atualizada durante a conferência.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.